Resenha #109 | Mônica e Enzo e Todos os Dias, de Denise Flaibam

Sinopse: Mônica gosta de rotinas. Ela aprendeu a evitar situações desconfortáveis por causa delas. Com dezessete anos, cinco irmãos, um talento nato para a fotografia e uma paixão antiga pelo Enzo, o maravilhoso goleiro do time da escola, Mônica está muito bem, obrigada.
Contudo, um mal entendido coloca Mônica como fotógrafa oficial dos jogos, o que significa encontrar com o astro do time de futebol, consequentemente o amor da sua vida (e o fã clube alucinado dele) várias vezes no dia. Passos bem calculados se tornam uma sequência de incidentes inesperados, como encontros nas festas da escola e sorrisos apaixonados. Espera aí... O Enzo, apaixonado por ela?
De repente, Mônica precisa lidar com as reviravoltas da vida adolescente, coisas que até então tinha conseguido evitar. Mônica e Enzo e Todos os Dias é a história de um amor surpreendente e cheio de possibilidades. Será que a Mônica vai conseguir fugir dos seus medos para viver esse primeiro amor?
Mônica e Enzo e Todos os Dias | Denise Flaibam | 301 páginas | Independente | Avaliação: 5/5+ | Skoob

Oi, oi, gente!

Hoje trouxe a resenha de um dos lançamentos mais recentes da Denise Flaibam, uma autora que admiro demais e que já resenhei duas vezes aqui no blog (A Profecia de Mídria, A Fortaleza do Dragão). E o livro de hoje é Mônica e Enzo e Todos os Dias, que contém um enredo envolvente e apaixonante que me conquistou logo nas primeiras páginas. Mas antes de irmos para a resenha, quero deixar o link de uma playlist que a Denise criou especialmente para o livro, então entra lá e aproveita. ♥ É só clicar aqui e começar a ouvir! Agora, vamos lá.

-
– Toda santa vez que você sorria ou me olhava, eu fugia porque não sabia reagir. Quando você chegava perto, eu tinha medo que pudesse ouvir meu coração.

Logo no início do livro conhecemos Mônica Garcia, uma garota que nunca quis ser o centro das atenções e que a única coisa que queria era terminar o ensino médio passando despercebida, sem grandes acontecimentos. Mônica quer ser fotógrafa e está começando na carreira. Atualmente ela trabalha para o jornal da escola e é quando o diretor do jornal a transfere para cobrir a parte de esportes que sua vida vira do avesso. Isso porque o capitão do time da escola não é ninguém menos que Enzo Sposito da Silva, sua paixão desde quando ele havia chegado no colégio.

O futebol é a verdadeira paixão de Enzo e ele dá tudo de si quando está em campo, na posição de goleiro. Isso fica cada vez mais visível quando ele leva o time a grandes vitórias e vira a celebridade de Lagoa Feliz. Mônica é o completo oposto. Para ela, quanto menos notada for, melhor. O caminho dos dois se cruza quando ele deseja ver as fotografias que ela fez de um dos jogos, mas a garota sequer consegue falar perto dele, então a comunicação é feita em grande parte através de bilhetes, até que ela não consegue mais resistir às investidas dele.

Minha irmã mais velha, Lilian, acha engraçado eu me emocionar tanto capturando memórias quando deveria estar vivendo elas. Mas ei, cada um gosta de estar de um lado da câmera. Eu prefiro ser a fotógrafa.
"Meu melhor amigo se apoia em meu ombro enquanto cumprimenta o amor da minha vida."

A leitura de Mônica e Enzo e Todos os Dias foi assustadoramente maravilhosa para mim porque, assim como citei no Li até apágina 100, eu me identifiquei demais com a personagem e isso fez com que eu entrasse ainda mais no enredo e sentisse tudo na pele, como se fosse comigo. Eu também sonho em ser fotógrafa e já realizei diversos trabalhos na área; sou extremamente tímida dependendo do momento e também estou completando o ensino médio sem grandes aventuras.

O que mais chamou a minha atenção durante a leitura foi a construção dos personagens. Antes de Enzo, Mônica levava uma vida tranquila, intercalando entre o cotidiano na escola, junto com seus melhores amigos, Ruth e Rodolfo – que são os primeiros a incentivá-la a tomar uma atitude em relação ao capitão do time –, a vida agitada em casa – com os pais passando por um processo de divórcio que já dura anos, os trigêmeos Tampa, Susana e Henrique, a irmã Lilian, o irmão mais velho Teo e a tia Rosa – e seu amor pela fotografia.

Quando pensamos em uma história cujo personagem principal é o capitão de um time de futebol, já imaginamos aquele bad boy cercado de garotas populares. Mas, no caso de Enzo, é a falta disso que faz com que eu ame ele com todas as minhas forças. Mesmo com a fama, ele continua sendo um garoto humilde, carinhoso e mega atencioso com todos que cruzam seu caminho, fazendo com que essas pessoas o admirem e o respeitem.

Era mais fácil ali, quando o Enzo fazia parte de um frame que pertencia só à minha imaginação. Sempre foi mais fácil quando eu não tinha que lidar com a realidade.
"As fotos representam um pouco do que eu sou, e um pouco do que eu sinto."

O ponto alto do livro é a surpresa causada pela autora, que já lançou fantasias e distopias cheias de aventuras. Mantendo o humor de costume, ela nos presenteia com um romance adolescente dramático – e quando digo dramático, quero falar de todas as situações embaraçosas vividas nessa idade – cheio de fofura que conquistou de primeira o coração de seus leitores.

O relacionamento dos dois é tão amorzinho que é impossível não torcer por eles. Achei muito linda a forma como tudo evoluiu, começando pelos bilhetes escondidos e partindo para a transformação de Mônica, que abandonou completamente a vergonha de falar com o amor de sua vida. Podemos sentir o amor que eles compartilham, principalmente quando Mônica fica hipnotizada pelos olhos de Enzo e ele encantado com os cabelos ruivos da garota – criando até o apelido suco de laranja, em homenagem à sua bebida favorita (quero esse moço para mim sim ou óbvio?). A história nos envolve de tal forma que, quando cheguei ao final, pareceu que todo o início havia acontecido há semanas. Foi como se eu tivesse vivido exatamente tudo ao mesmo tempo que os personagens, sentindo as horas e dias passando. Foi de arrepiar!

Eu disse preciso de um tempo.
AI MEU DEUS DO CÉU, eu disse preciso de um tempo. Em qualquer outra situação essas palavras teriam soado inofensivas, mas nessa... EU SOU A RACHEL E ELE É O ROSS?
"Amor causa perda de memória recente: google pesquisar."

Recomendo a todos essa leitura e peço que, assim que tiverem a chance, agarrem. O e-book está por um preço ótimo na Amazon (aqui) e vale muito a pena comprar. O livro é em primeira pessoa, do ponto de vista da Mônica. A edição está linda de morrer e eu realmente espero que o livro ganhe uma versão física, pois merece , mas, mesmo não tendo, desejo que alcance o maior número de leitores. É um livro que conquista, que nos deixa ansiosos pelo que iremos encontrar nas últimas páginas e que nos deixa desesperados por uma continuação.

Não espere por grandes aventuras com poderes mágicos e mundos destruídos. Mônica e Enzo e Todos os Dias é uma história sobre primeiros amores, amizades verdadeiras e, principalmente, sobre a superação de medos. É o tipo de livro para mergulhar em um dia de chuva, debaixo das cobertas, com uma xícara de café ou em uma manhã relaxante, aproveitando o sol de início do dia; é para qualquer situação. É uma leitura obrigatória, sim.


Comentários

  1. Deve ser uma leitura bem leve e envolvente ao mesmo tempo.
    Fiquei com vontade de conhecer Monica <3
    Dica anotada! Adorei a resenha..
    Beijos

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Já conheço a escrita da autora, por isso fiquei bem feliz quando soube desse título por aqui. Na verdade nem sei como não tinha lido nada a respeito anteriormente, mas já gostaria de conferir o quanto antes possível. Deve ser uma ótima leitura pelo que pude compreender em suas impressões. Fiquei apaixonada por essa premissa e pela capa!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    Eu não conhecia a autora, mas sem duvidas irei ler o livro eu amo histórias onde a garota é mais tímida e ele é aquele famoso capitão, sim bem clichê mesmo hahaha gostei de saber que ele não é aquele tipo esnobe.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Já li um livro da Denise e foi uma leitura muito envolvente. Quando a autora lançou esse livro, fiquei muito curiosa para fazer a leitura, e ainda estou, pois a premissa e muito me agrada.
    Gostei de saber que a autora nos faz uma surpresa nessa trama e fiquei intrigada para entender a construção dos personagens.
    Sua resenha e as fotos estão incríveis.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossaaaa ja tinha lido uma resenha desse livro e tinha gostado bastante, e a sua tbm me deixou apaixonado por ele. Gostei muito do enredo do livro, parece ser aquele livro pra qnd vc esta em uma ressaca literária e esta precisando de um escape.

    E que capa mais fofa! O legal que transparece a história do livro, já que vejo muitas capas que não tem nada a ver com a história.

    Não li nada sobre ela, mas esse livro parece ser tão fofo, que eu add na minha lista de desejo no Kindle.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Eu vi ótimas resenhas desse livro em outros blogs, e não me surpreendi em ver a sua super recomendando ele por aqui também.
    Mesmo sendo um livro clichê parece ser muito gostoso de ler e que eu compraria sem pensar duas vezes

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda, mas de cara fiquei animada, pois gosto de histórias mais leves e adolescentes assim. Bom, os personagens parecem ser bem cativantes mesmo, especialmente o Enzo que não é aquele esteriótipo de jogador bad boy. Enfim, essa parece ser uma leitura bem apaixonante, por isso vou marcar a dica e espero gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Eu assim como alguns, não conhecia esse livro. Sua resenha ficou incrível e ajuda a instigar novos leitores
    Fiquei bastante curiosa para ler por mim mesma o desenrolar desse livro. Certamente o farei assim que possível.
    Bjks

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha #124 | China de Papel, de Fabiano Lima