Resenha #89 | Lúcida, de Ron Bass e Adrienne Stoltz | Editora Galera Record


Mas a verdade é que as coisas mais importantes da vida nos atropelam.            
FICÇÃO | 364 PÁGINAS | GALERA RECORD | AVALIAÇÃO 3/5 | SKOOB

Maggie é uma jovem independente que luta pelo sonho de ser atriz, enquanto faz o papel de mãe para sua irmã mais nova, Jade, já que a mãe das duas, Nicole, nunca está presente. Sloane é estudiosa e gosta de preservar suas amizades de longa data. Tem em sua família, mãe, pai e irmão, a base que precisa para enfrentar o momento difícil de perda em que está vivendo.


As duas, com 17 anos de idade, enfrentam problemas normais da vida adolescente. Porém elas têm algo de diferente: uma só existe no sonho da outra. Quando Maggie dorme, Sloane vive o dia normalmente, e quando Sloane dorme o mesmo acontece com Maggie.

Como sempre, Sloane passeia pelos meus pensamentos enquanto vou apagando. Fecho os olhos.
O receio de que alguém descubra esse segredo é muito grande, pois nenhuma das duas quer admitir para outras pessoas que são loucas. Mas os sonhos são tão reais que elas conseguem sentir o que a outra está sentindo. No entanto, as coisas começam a se complicar quando elementos e pessoas do sonho de uma, começa a entrar na vida da outra e elas já não sabem mais quem são. Será que Maggie e Sloane na verdade são uma só? Ou Maggie imaginou Sloane, ou vice-versa? Qual delas é real?

Lúcida me chamou a atenção logo de início pelo mistério que deixa no ar. Mas confesso que esperava mais dessa história. No começo, fui envolvida e pensei que não conseguiria mais parar a leitura, porém ao desenrolar dos fatos fui enjoando do enredo, parecia só mais do mesmo. E não, não é um livro ruim, porém não é tudo que promete ser.

Tudo que pensei a respeito de James pela manhã foi absolutamente virado de ponta-cabeça e desmentido. À exceção de uma coisa. Nada nesta terra ou no céu vai me fazer confessar a ele que sou maluca.


Maggie é a personagem que mais me desagradou. Claro que temos que levar em conta o fato de que a mãe nunca foi presente, mas ela me pareceu muito boba e chorona. E apesar de ter atitude com garotos, acaba não falando para a mãe o quanto se entristece com a irresponsabilidade dela. Essa é uma parte que foi muito pouco explorada, pois Maggie aceitava o que Nicole fazia, mesmo não gostando. Já de Sloane eu gostei. Ela se acha muito boba por ser tímida e gaguejar ao falar com garotos. Perdeu seu melhor amigo, Bill, no dia do seu aniversário e desde lá nunca mais foi a mesma. Mas o que mais gostei nela é que ela ama os animais – assim como eu –  e trabalha em um hospital veterinário.

Os capítulos são alternados entre Maggie e Sloane e é narrado em primeira pessoa. Ainda estou com o final na cabeça e me flagro lendo novamente as últimas frases para ver se encontro algum detalhe a mais que me faça apreciar mais o livro. Mas é uma boa leitura para quem gosta de algo misterioso, mas sem tanto impacto.


Título: Lúcida
Autor: Ron Bass e Adrienne Stoltz
Páginas: 364 páginas
Editora: Galera Record
Ano: 2016
Avaliação: 3/5

Sinopse: Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[Divulgação] Zip Anúncios