Como Nossos Pais – Clube dos Herdeiros #1, de Fabiana Madruga

Qualquer chuva de novembro é curta, já que em pouco tempo começa o verão, que, para o Rio de Janeiro, é muito mais do que uma estação, é estado de espírito. Logo o céu e a vida voltam ao normal. Antes mesmo do que você possa imaginar...

• Exemplar disponibilizado pela autora em versão digital para resenha e divulgação.
• Resenha por Lara Caroline.

Título: Como Nossos Pais – Clube dos Herdeiros #1
Autor/a: Fabiana Madruga
Editora: Draco
Páginas: 144
Avaliação★★★

Sinopse: Hoje deve ser seu dia de sorte. Sim, é com você que estou falando! Ao abrir esse livro, você ganhará um passe livre, uma tão cobiçada credencial, um passaporte com visto para um mundo que mal se vê pela fechadura. Você poderá conhecer cada um dos membros da nova aristocracia do Rio de Janeiro e saber o que realmente se passa na vida, na cabeça e no coração deles (e eu aposto como você jurava que isso nem existia!). Só me sinto na obrigação de alertar você a respeito do principal perigo, que ameaça aqueles que se julgam sortudos por cruzar essa linha: você vai descobrir que as coisas podem não ser como você imaginava e ter vontade de correr de volta para o seu mundo seguro, que antes parecia tão medíocre. Mas não precisa correr tanto. No meio do caminho sei que você vai dar meia-volta e perceber que não vai a lugar algum. O Clube dos Herdeiros pode não ser nada parecido com um conto de fadas… mas não há como não se apaixonar perdidamente por ele! Pense bem antes de aceitar o convite: existem festas que duram a vida inteira… [SKOOB]

        O livro Como Nossos Pais, primeiro da série Clube dos Herdeiros, conta a história de seis jovens do Rio de Janeiro. Sendo que cinco deles vivem no Leblon, representando a nova aristocracia carioca, o Clube dos Herdeiros, enquanto um deles vive na Tijuca, um bairro inferior, sendo de uma classe também bastante inferior.
        Apesar de o livro se tratar de seis jovens, o foco da narrativa está em duas amigas, Manuela Garcia Leal e Helena Piva de Albuquerque, que cresceram juntas. Manuela e sua irmã, Pietra, vivem com a avó, Luiza Garcia Leal. Ela e a madrinha de Helena, Amélia Piva de Albuquerque, são melhores amigas desde os doze anos de idade e a amizade segue firme até hoje, quase aos oitenta anos de idade. Manu e Helena são como unha e carne e chamam a atenção por onde passam por sua beleza. Manuela está cursando Jornalismo e Helena Direito na PUC.
Jacqueline não notou o desapontamento da filha. “Nenhum comentário sobre o estágio? Nada?”. Ainda surpreendia Helena que a mãe repetisse o mesmo comportamento de sempre.
        Durante toda a história encontramos intrigas, brigas, fofocas, festar, bebidas, risadas e, no meio de tudo isso, percebemos a desestruturação das famílias. Apesar do dinheiro e da fama percebemos que a maioria desses jovens não são criados pelos próprios pais e, os que são, não têm uma estrutura familiar sólida. Todos possuem um lado obscuro e uma carência em alguma área da vida.


Manuela saiu arrasada. Nunca tinha sido tão ofendida e tão injustamente. Graça nem a conhecia e... Foi só então que ela entendeu exatamente como Pedro tinha se sentido. Desceu a ladeira correndo, com a visão embaçada pelas lágrimas que corriam dos olhos.
        Todos estão na procura do que sabem fazer de melhor profissionalmente, todos querem entrar bem no mercado de trabalho e estão percebendo que, às vezes, aquilo que procuramos, queremos, não é tudo que imaginamos. Outro tema abordado no livro é o preconceito. Temos um casal considerado “errado” pelo fato de serem de classes sociais muito distintas. O preconceito no livro é encarado de frente e confesso que fiquei com muita dó dos personagens em alguns momentos. 
– Você estava certa. Completamente certa. A gente precisava mesmo de mais tempo aqui, sozinhos. Não dá pra se esconder, mas dá pra se fortalecer, se blindar antes de enfrentar o mundo lá fora. Se você concordar e me convidar pra entrar, eu te garanto que não há lugar no mundo onde eu queira estar mais do que aqui, com você.
        Alguns personagens são muito fáceis de amar, outros de odiar. Alguns você primeiro precisa entender as razões das suas ações para perdoá-los ou não. O certo é que em certos momentos você terá vontade de encher alguns personagens de bofetadas e em outros vai querer abraçá-los. Esse é um livro leve, sem emoções muito fortes – mas, tenho que confessar que deixei algumas lágrimas rolarem durante a história, pois temos várias reviravoltas e algumas me deixaram tristes. Apesar de falar sobre assuntos polêmicos, a leitura flui facilmente e a escrita da autora é ótima. Durante a leitura não encontrei erros de ortografia.
Mas ela não estava mais lá. Mas ela não estava sonhando. Estava subindo, partindo. Para o alto, para longe, por muito tempo. E de onde estava agora, não conseguia mais enxergar nada do que tinha deixado para trás.
        O E-book é composto por doze capítulos, todos relativamente pequenos, o que na minha opinião, torna a leitura mais fácil. No começo de cada capítulo encontramos uma estrofe de alguma música nacional ou internacional. Todos estão numerados em romanos, sendo eles: "Bem-vindo à Selva!", "Diversão", "Outros Olhos", "Tinha que ser com você", "Dias Intermediários", "Quase um Segundo", "Mentiras e Mancadas", "O Fim (?)", "Todos os Dias", "Longos, Ternos e Moedas de Prata", "Te Ganhar ou Perder Sem Engano" e "Chuva de Novembro". 
E eu não sei que hora dizer Me dá um medo, que medo É que eu preciso dizer que eu te amo, te ganhar ou perder sem engano É, eu preciso dizer que eu te amo tanto.
Cazuza – Eu preciso dizer que te amo

Comentários

  1. Uau, parece ser um livro realmente muito bom! Tratar das espectativas das pessoas no futuro, do preconceito social e tudo sem mimimi. Provavelmente seve proporconar hm excelente aprendizado ao leitor.
    Parabéns pela resenha, ficou bem explicadinha e deu pra ter uma ótima ideia do que se trata o livro.

    ResponderExcluir
  2. Nossa desde a sinopse, até sua resenha me encantaram e muito a querer ler esse livro, além da capa divina. E ainda trata questões bem legais, que costumo gostar de ler.

    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conhecia a autora e nem o livro e achei bem interessante a premissa. Tendo como cenário o Rio de Janeiro, um dos meus lugares favoritos no mundo, fiquei bem curiosa para conhecer a história!!! Espero ter a oportunidade em breve!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oii
    nossa, esse livro parece se muito legal. Ainda não conhecia nem a autora, nem o livro. Acho muito importante a abordagem de temas como preconceitos e desigualdade social. A capa me lembrou muito Gossip Girl haha deve ser toda essa coisa de gente rica, festas etc etc
    adorei a resenha :)
    beijos
    http://www.notinhasderodape.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Esse livro parece ser muito bom!
    A premissa me lembrou um pouco Gossip Girl, mas isso não chega a ser ruim - eu adorava a série haha
    Não conheço a autora nem os trabalhos dela, mas fiquei super interessada. Já foi pra lista de leituras!
    Beijos!
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. OI Fernanda, sabe que achei que seria um livro mais fútil mas foi diferente pela sua resenha. Achei que seria algo mais de patricinha e tudo o mais, mas coloca outras questões em nossos olhos e isso é legal, já que passa uma mensagem. E achei o máximo a capa, estilo Sex in the city, é esse o nome mesmo? hahahahaha.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia ainda essa obra, mas parece ser bem envolvente. Gostei da trama e dos personagens. Eu achei que a história não teria nada demais, mas vi a palavra reviravoltas e já curti, estou ansiosa para conferir! Sua resenha está ótima! É muito bom saber que é um livro rápido de ler.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Olá... tudo bem??
    Infelizmente não me senti cativada pela leitura do livro... não sei nada me atraiu, mesmo sua resenha sendo empolgante e contagiante, porque pelo que percebi você gostou da narrativa e mesmo sendo uma leitura mais leve, ainda não consegui ter curiosidade por ela... enfim... xero!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá

    Já tinha visto o livro no site da Draco,mas resenha acredito que seja a primeira que leio, já que como ponto positivo o fato do livro abordar o preconceito, porque mesmo as pessoas tentando fingir que ele não existe ele está presente em toda a sociedade e de várias formas, gostei da premissa, não sei porque,mas achei que o livro fosse maior,dica anotada.


    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Oi Fernanda, olha, se fosse pela capa eu nunca leria esse livro rssrs parece até biografia de youtuber novinha que quer aparecer kkkkk desculpe mas é que ando revoltada com essa galera que publica só porque é famosinho e vai vender pacas rs

    Voltando ao assunto, gostei muito da proposta dessa série e fiquei curiosa com esse primeiro volume, só tenho dificuldade para ler ebook mas como fiquei interessada, talvez eu me dedique um pouco e consiga ler

    ResponderExcluir
  12. Oi, flor.
    Acho que não lerei o livro, mas gostei do enredo e espero que muitos jovens leiam para aprenderem a não valorizar os bens materiais acima da verdadeira felicidade que o amor, o respeito e a amizade podem trazer. O livro parece um tanto "Gossip Girl", mas isso não tira seu encanto – especialmente sendo uma versão brasileira da trama.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Eu não conhecia o livro, mas a história parece ser bem interessante. Sempre digo que amo histórias que trazem um aprendizado e terminamos a leitura com as ideias na mente rs
    Muito bom ler sobre preconceito, eu passei por isso em meu casamento e sei como doi.. como meu marido sofreu! Mas eu não dava ouvidos e quis ser feliz.
    beijos
    Parabéns pela resenha
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  14. Olá, Fernanda.
    Esse é um livro que, de cara, não chamaria a minha atenção. Porém, sua resenha me fez mudar um pouquinho de opinião, principalmente por tratar de temas como o preconceito.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu não conhecia o livro ainda e confesso que fiquei super curiosa com ele, eu adoro esse tipo de livro mais juvenil e com a narrativa que flui, pelo jeito esse é bem do jeitinho que eu gosto e com certeza já entrou para a minha lista!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. OI.
    Não conhecia o livro e nem a autora. AMEI A CAPA.
    Fiquei realmente muito curiosa para conferir a leitura. O premissa é top e cara se tem intrigas, brigas, fofocas etc... em um livro tô dentro.
    Outro tema que chamou minha atenção foi o preconceito, aaaadoro esse tema e acho que vou amar ler o livro. ótima resenha e adorei os quotes.

    www.colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Fernanda.
    Tudo bom?
    Eu não conhecia o livro, mas gostei da história, ainda mais quando envolvem classes sociais diferentes e com cada um tentando decidir qual será seu futuro profissional.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!!!
    Já tinha ouvido falar desse livro já tem um tempinho,mas não curti muito a sinopse e a premissa dele..não consegui ter aquele "sentimento" que dá as caras quando vou conhecer um livro,mas confesso que algumas coisas me chamaram a atenção e na maioria outros não!! Adorei a capa,mesmo assim,deixarei essa leitura passar!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/02/resenha-caixa-de-passaros-josh-malerman.html

    ResponderExcluir
  19. É a primeira vez que leio algo desse livro, mas apesar dos assuntos abordados serem interessantes, e o livro trazer estrofes de algumas músicas, não senti curiosidade de conhecer o enredo por completo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Eu já tinha visto esse livro anteriormente mas não fui procurar a resenha por preguiça mesmo. Mas cometi um erro enorme por não ter feito isso, já que fiquei bastante curiosa com a sinopse e por causa de sua resenha, também. Queria ler para entender a vida desses jovens e também entender a questão dos problemas trabalhados como o preconceito, que você disse que é presente no livro.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  21. Oi Fernanda! Tudo bom?

    Eu conhecia o livro pela capa (que é muito linda <3), mas nunca conheci a história e ainda não tinha lido uma resenha do livro a sua é a primeira. Gostei bastante da sua resenha e a história me chamou bastante a atenção! :D Quem sabe um dia eu leia? Abraços! :D

    Gabriel Sidney
    www.nemteconto.org

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

[Divulgação] Zip Anúncios