[Primeiras Impressões] Guardião do Medo, de Michelle Pereira

Por que não tinha paz?
Por que não podia morrer de uma vez?
Por que precisava agonizar com esses sonhos felizes?

Título: Guardião do Medo
Autor/a: Michelle Pereira
Editora: Garcia
Páginas: 258
Onde comprar: Site oficial da editora

Sinopse: Alexander está morrendo pouco a pouco em um hospital. O câncer está consumindo seu corpo por dentro, minuto a minuto. E ele quer morrer logo. Rápido. A vida que ele viveu não deixa dúvidas de que o Inferno é sua próxima parada, mas ele não contava que um anjo viria ajudá-lo. Raya, a Guardiã, de asas negras, olhos azuis e mistérios e mais mistérios. Contudo, o que ele deveria pensar quando seu anjo protetor está escondendo algo importante? E quando tenta matá-lo?

Em meio à loucura, aos pesadelos desesperadores e às perdas cada vez mais frequentes, ele se vê dentro de uma disputa muito além do imaginável, entre os Guardiões da Criação e as Filhas de Daemon. Ele é importante, para ambos, tanto para a Luz quanto para as Trevas. Porém, qual será a melhor escolha? Viver imerso nos segredos e omissões de Raya ou ser inundado pelo poder extasiante do Inferno?

        No prólogo do livro, a autora nos apresenta duas espécies sobrenaturais que serão vitais para o decorrer da história: os Guardiões da Criação e os Filhos de Daemon, criaturas com propósitos diferentes, obstinadas a mudarem a vida de nosso protagonista. “No princípio criou Deus o céu e a terra”. Não sei qual é a história da criação desta obra, mas apesar de, em nenhum momento, a autora citar nomes para suas divindades – chamando-os apenas de o Criador e o Imperador do Inferno –, o versículo 1 do primeiro capítulo de Gênesis, na minha opinião, representa muito bem este prólogo.
        Os Anjos eram criaturas concebidas para ajudarem no trabalho de aperfeiçoamento da Criação e também eram os mais queridos pelo Criador. O Paraíso era o seu lar. Quando a Terra já havia sido criada, um dos Anjos conheceu a ganância e, revoltando-se em pura inveja, criou o seu próprio reino, o Inferno. Quando colocou os olhos da Terra, o Imperador do Inferno desejou a mais bela obra do Criador e lançou a força do Mal sobre os humanos.

        Com o objetivo de conseguir mais, ele criou as Filhas de Daemon, demônios na forma de lindas mulheres que foram enviadas à Terra para corromper o equilíbrio, subjugar os humanos que eram fiéis ao Bem e, então, levar suas almas condenadas para o inferno. O Criador, vendo que tais demônios estavam ficando cada vez mais poderosos, deu origem aos Guardiões da Criação, que tinham a função de derrotar as Filhas de Daemon e proteger os humanos da devastação.


“Olha lá o esquisito!”, “Olha o esqueleto passando!”, “Olha só essa cicatriz, que nojo! Não encosta em mim!”. Eu me sentia a pessoa mais repugnante da face da terra. E isso só fez aumentar minha raiva pelo mundo.
        Alexander Magnus é o nosso cara. No primeiro capítulo ficamos sabendo de todos os seus problemas e frustrações. Alexander é um jovem magro e pálido, de 21 anos e olhos tomados pela angústia, tudo em decorrência de um câncer que o atingiu e o deixou dependente de um hospital no auge de seus 18 anos. Constantemente assombrado por dores e pela ideia de que está enlouquecendo, ele deseja cada vez mais que a morte o tire daquele sofrimento, mesmo sabendo que seu destino é o inferno.
        Todos os dias ele expressa, através de sua ira, a insatisfação por ter que viver naquele lugar. Xingando os funcionários do hospital que chegam perto dele, Alexander pragueja contra a vida e o ser divino que o escolheu para passar por todo aquele sofrimento.
        O rapaz é amaldiçoado desde a sua infância. Órfão, ele teve de ir morar em um orfanato onde todas as crianças o evitavam por conta de uma estranha cicatriz que vai da sua nuca até o ombro esquerdo e que causava medo nos outros, mas que ele não fazia ideia de como a tinha conseguido. Lá ele sofria passando frio, fome e sede, até que um dia resolveu que nada daquilo voltaria a acontecer.
Eu era uma criança em pleno desenvolvimento psicológico e era to-dos os dias exposto a essa situação porque não me encaixava nos padrões estéticos de perfeição, ou seja lá o que for, que aqueles malditos moleques impunham e que a própria sociedade impunha a eles. Isso me revolta até hoje e sempre me revoltará. Por que julgar uma pessoa pela aparência e não pelo caráter?
        Adotou a rebeldia como estilo de vida e decidiu que nunca mais voltaria a chorar e muito menos deixaria que os outros tirassem vantagem dele, fazendo sofrer fisicamente os que tentassem. E assim ele começou a brigar com todos. Até com o Anjo que aparecia de vez em quando em seu quarto com o objetivo de ajudá-lo, mas que ele, determinado, mandava embora por acreditar que a salvação era algo impossível para ele e que aquelas aparições não passavam de frutos da imaginação que beirava a loucura.
Ilustração retirada das Imagens do Google
        Sempre se perguntava o motivo de ter sido alvo daquele câncer, depois de já ter passado por tanta coisa, sendo que existem bilhões de pessoas no mundo. E como se o câncer não bastasse, agora ele teria que aguentar perder a pouca dignidade que lhe restava gritando para um ser que o estava levando à insanidade, justo nos seus últimos dias de vida. O Anjo de asas negras, intitulado A Guardiã, estava firme em sua promessa ao dizer que Alexander poderia se tornar alguém melhor. O problema é que ele se recusava a aceitar tal ajuda.
        Narrado em primeira pessoa, temos a oportunidade de conhecer os pensamentos que atormentam Alexander e até sentir a loucura que tanto o persegue. Ele é um rapaz misterioso que, ao deitar-se em sua cama, fica observando uma mancha de sangue na parede que, às vezes, parece estar em uma movimentação lenta. Também tem uma admiração enorme pela arte do desenho e sempre se pega imaginando como seria se pudesse dar cor às suas criações. Faz questão de lembrar-se todos os dias que seu destino final é o inferno, mas não descobrimos qual o verdadeiro motivo deste pensamento. Quando consegue dormir, tem o mesmo sonho todas as vezes: uma garotinha que ele não imagina quem possa ser, mas que sente ter laços muito fortes com ela. Alexander também é uma criança e os dois brincam alegremente em um vasto campo. De repente, tudo é tomado pelo fogo.
Lucia era minha enfermeira particular, por assim dizer. Ela tinha olhos negros como carvão, o cabelo curto – com um corte estranho que não consigo nem descrever – e uma simpatia agressiva. Jamais quis que isso acontecesse, porém ela parecia nutrir uma espécie de amizade para comigo. Mesmo com toda minha crueldade e mau humor, ela estava me... acolhen-do? Não sei o que havia de errado com ela, mas ela gostava de mim... E isso era estranho. Assustadoramente estranho.
        Eu conheci essa obra enquanto olhava o site da Editora Garcia e, como interessei-me pela sinopse, fui procurar a página do livro no Facebook e vi que a autora estava fazendo um projeto de primeiras impressões. Rapidamente garanti minha inscrição. Foram apenas 26 páginas – o prólogo e o primeiro capítulo –, mas foram mais que suficientes para que eu surtasse com a ideia de ler a história por completo. O enredo criado por Michelle Pereira me deixou tão extasiada que eu escrevi uma resenha completa sobre algo que mal cheguei a conhecer. A escrita da autora é deliciosa de se ler, de modo que o leitor começa as primeiras palavras e não quer mais parar enquanto não souber as respostas de todas as perguntas que insistem em encher sua mente.
        Minhas expectativas para esse livro são ótimas. Adoro fantasias envolvendo seres celestiais e demônios, a briga entre o Bem e o Mal na prática. Quero descobrir logo o que o anjo de asas negras fará com nosso resmungão e qual a finalidade de suas aparições. Consigo imaginar a manifestação das Filhas de Daemon e a perfeição das cenas que se seguirão pela narração de Michelle através de seu personagem. No prólogo, a autora também fez uma breve explicação sobre o que são os Vórtices do Medo, então este título com certeza está me deixando louca de ansiedade.

        Conheci poucos personagens nessas páginas, mas posso dizer que os que já apareceram são muito bem estruturados e tiveram suas histórias notavelmente bem escritas. Minha personagem favorita com certeza é a Lucia, enfermeira do hospital, a única que não se amedronta com surtos de raiva do garoto e age como uma mãe para Alexander, preocupando-se com seu estado, mesmo que ele não queira. Quando eu possuir a oportunidade de ler a obra, com certeza será uma leitura maravilhosa e aproveitada. Sem dúvidas este livro fará e merece um grande sucesso.


Acompanhe a autora através do Facebook:

Comentários

  1. Gente!!! Para tudo! Preciso desse livro, amei suas primeiras impressões e já fiquei super curioso para ler o livro. Já até anotei aqui pra adquirir nas minhas próximas aquisições.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    A premissa da história é bem interessante e me deixou bem curiosa para conhecer essa história. Principalmente pelas suas impressões dessas primeiras 26 páginas.
    Espero que você leia o livro completo em breve e traga resenha.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. FAZ TEMPO que não leio esse tipo de história específica, adoro anjos e demônios. São criaturas belas ao seu modo. Gosto de histórias inspiradas nesses seres. E esse parece ser um bom livro. Espero não me enganar e poder ler logo :D

    ResponderExcluir
  4. Olá Fernanda! ^^
    Não conhecia esse livro e só cliquei na post eu admito porquê achei a capa diferente! haha :D Pode me julgar se quiser, eu costumo comprar livros por capa.
    Me impressionei dessa ser só as primeiras impressões, imagina o quanto ainda tem para ser revelado e eu já fiquei na expectativa só de ler o que você achou. \o/
    Somos duas querendo o livro agoraaaaaaaaaaa! :D

    Beijos e até logo! ^^
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Me deixou impressionada. Não faz muito meu estilo de leitura, mas parece ser uma história daquelas que não dá pra parar de ler!

    www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiii, tudo bem?
    Eu gostei bastante dessa obra, é bem diferente do que costumo ler. Mas, me agradei bastante e com toda certeza leria <3
    Beijoss
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Fiquei com muita vontade de ler esse livro, tanto pela história, quanto pela capa lindíssima que ele tem. Não faz muito o meu tipo de leitura, mas esse livro me encantou. Espero que você goste da leitura ^^.

    Beijo,
    http://complexodevaneio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Fernanda!
    Não conhecia o livro e nem a editora até sua resenha, apreciei o enredo. Parece um juvenil cativante, ao menos, foi a impressão que tive após sua resenha. Essa parte do fazer sofrer fisicamente foi o que me deixou interessada :D

    ResponderExcluir
  9. Oi!!
    Eu não conhecia nada desse livro, mas me senti intrigada pela premissa, além de ter ficado muito contente com as suas ressalvas sobre a história. Quem sabe eu leio no futuro?

    ResponderExcluir
  10. Oie,

    Eu jurava que era a resenha do livro completo. Sério. Por uma capa dessas eu já leria o livro com certeza e ainda é sobre anjos e eu gosto muito desse gênero literário, mal posso esperar pela resenha do livro hahahah.

    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  11. ADOREI! Amo história assim, de mistério e sobrenatural! Fiquei cheia de vontade de ler! Espero que logo saia resenha do livro!

    Vitoria, www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  12. Oiiie Fê! Jura que pensei que você já tinha lido o livro todo, com todas essas informaçõões, imagina na resenha!? Quero muito ver ela completa e descobrir mais da vida desse rapaz!
    Adorei suas primeiras impressões,você tem uma escrita maravilhosa!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  13. Nossa! Adorei a premissa do livro. Bem interessante.
    A capa também tá maravilhosa. Tô muito curioso e espero ter a oportunidade de lê-lo um dia.
    Sua Resenha tá ótima.parabéns!
    Beijo.

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia a autora e nem a editora. Gostei muito das suas primeiras impressões e o livro parece do tipo q gosto.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  15. A Capa é linda e a sinopse me agradou muito. Me interessei mesmo pelo livro, vou ver se compro ou marco na lista de quero ler.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  16. Nossa, eu jurava que era a resenha do livro completo, pois você teve tanta coisa para falar. Eu fico imaginando com sera a narrativa completa. Deve ser algo muito interessante, mesmo.
    Que ler a resenha completa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi Fernanda, tudo bem?
    Quando comecei a ler sua resenha achei que fosse gostar mas depois percebi que esse livro é bem mais do mesmo, por isso eu não faria a leitura, não acharia nada de novo e é provavel que tivesse uma decepção.

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem? Pelas sua impressões o livro parece ser muito interessante. Concordo com a Nilda, você descreveu tão bem o livro que nem parece que foram apenas algumas páginas. Imagina quando ler inteiro, a resenha será incrível. Beijos, Érika

    >> www.queroseralice.com.br <<

    ResponderExcluir
  19. Cara , to apaixonadamente. Achei o lucro fantástico tanto pela sinopse quanto pela suas primeiras impressões. Fantasia é meu gênero preferido e eu esse ano quero conhecer muitos autores nacionais que escrevam esse gênero. Com certeza esse livro vai entrar para minha lista.
    Vj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  20. Olá Fernanda, pelas suas primeiras impressões esse livro parece ser muito bom, bem estruturado e com personagens bem desenvolvidos *-* Se tiver chance pretendo lê-lo *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  21. Não sei se estou no momento de ler esse livro. O enredo me pareceu interessante, sendo narrado em primeira pessoa e tudo mais, mas acho que vou esperar a sua resenha-pós-leitura para decidir se leio ou não.

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Gente, se esta foi a sua resenha sobre as primeiras impressões do livro imagino como será quando ler o livro completo.
    Realmente, gostei muito da sua resenha, gosto de livros assim que nos envolvem com o personagem de tal forma que não nos deixa largar.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  23. Oii,

    Adorei as suas impressões, e dá para perceber o quanto gostou da história.
    Mas não sei se eu leria, ando meio com pé atrás com histórias desse tipo, a não ser que a história tenha um diferencial. Mas gostei muito do escreveu.

    beijos

    ResponderExcluir
  24. O livro parece super interessante e suas primeiras impressões me deixou muito curioso, devo confessar, adorei!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Olá,
    Gostei do tema ser diferente, envolvendo sick lit e fantasia, mas mesmo assim por enquanto não leria. Apesar de envolver fantasia parece ser um pouco deprimente.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  26. Oi, Fe! Estou um pouco atrasada com o comentário aqui, mas você já sabe o quanto amei suas primeiras impressões e o quanto foi importante para mim sua participação. Fico hiper, mega, feliz com sua empolgação e por ter gostado do que viu!
    bjos, bjos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha #108 | A Mamãe é Rock, de Ana Cardoso | Editora Belas Letras